Weby shortcut
produção

Cursos com inscrições abertas no período de 02 a 08 de maio /2019

Cursos 2019/1

Cursos 1/2019

Estão abertas as inscrições para os cursos listados abaixo:

 

  1. Prática Docente como fonte Poética
  2. Mulheres na luta pela educação no Brasil (séculos XIX e XX)
  3. Artes Visuais na Educação Infantil
  4. Processos de Criação na Gravura: do Estêncil ao Digital
  5. A Maçã na Cultura Visual: Práticas e reflexões para se pensar o desenho em sala de aula

 

Período de inscrição: 02 a 08 de maio/2019.

 

Inscrição: Para se inscrever você precisa preencher e assinar o formulário, link compartilhável, e enviar para o e-mail: artenaescolago@gmail.com 

 

Link compartilhável:

https://drive.google.com/open?id=1u29E_xq_o4UMHJjBCiZWdkgnduRGgCzR

 

CURSO

  1. Prática Docente como fonte Poética

Modalidade: Presencial. (Sextas-feiras - das 13:00Hs às 17:00Hs)

Público Alvo Interno: estudantes modalidade EaD e ou presencial: 10 vagas.

Público Estimado Externo: professores (as) das redes municipal, estadual e particular: 15 vagas.

Ministrante: Prof. Ronne Franklim Carvalho Dias .

Período: 10 encontros quinzenais a partir de 10 de maio com recesso em Julho.

Local: Polo arte na escola – Goiás – Prédio do Museu Antropológico na Praça Universitária.

CARGA/HORÁRIA: 40 horas.

Objetivos do curso: I- potencializar rotinas de ensino em arte em práticas inventivas e reflexivas através do desenho contemporâneo; II- desenvolver propostas artísticas a partir de experiências pedagógicas ressignificando o próprio cotidiano escolar; III- Refletir sobre o processo de ensino e aprendizagem em arte como um empreendimento social-escolar e pessoal. A metodologia Será qualitativa a partir de uma inserção exploratória nas vivências docentes e suas realidades escolares para desenvolver propostas poéticas individuais e colaborativas com a turma de professores e ministrante. Buscar na prática docente para refletir sobre e depois criar poeticamente, assim se resume a dinâmica metodológica: prática rotineira / problematização / poética reflexiva. Haverá a realização de uma exposição com os trabalhos produzidos no referido curso, com aporte curatorial de texto (catálogo) e estrutura expositiva (montagem). Recursos materiais que serão utilizados: resma de papel sulfite A-4; cadernos de papel canson A-3; cartolinas e pap; estiletes e tesouras; pinceis de pelo (finos e médios); tinta nanquim escolar (preta e branca); palitos de churrasco; rolinhos de espuma (pequenos); cola branca; fita branca de papel; fita plástica transparente; tampinhas de PET; barbante de algodão; papelão, papel jornal (para forro) e outros materiais alternativos (solicitados de acordo com as produções). Equipamentos pessoais: avental e luvas finas (cirúrgicas)el cartão; lápis grafite 2B; canetas pretas hidrocor (ponta fina); pinceis hidrocor marcador de CD.

 

CURSO

  1. Mulheres na luta pela educação no Brasil (séculos XIX e XX) –

Modalidade: 100% EaD.

Público Alvo Interno: estudantes modalidade ead: 10 vagas.

Público Alvo Interno: estudantes modalidade presencial: 10 vagas

Público Estimado Externo: professores (as) das redes municipal, estadual e particular: 15 vagas.

Ministrante: Profa.Noeli Batista dos Santos .

Período: 10 de maio a 10 de Junho.

CARGA/HORÁRIA: 40 horas.

Objetivo: Esta proposta de extensão tem por objetivo contextualizar a luta das mulheres pela educação no Brasil (séculos XIX e XX) a partir de uma breve biografia de Nísia Floresta, Maria Firmina dos Reis, Maria Guilhermina Loureiro Andrade, Anália Franco, Maria Lacerda de Moura, Cecília Meireles e Patrícia Rehder Galvão. Nesse sentido, serão considerados dois focos: os "fatos sociais" e os "seres sociais". No que se refere aos fatos sociais, as reflexões abordarão as transições entre o poder político e econômico vigentes; as condições das mulheres no século XIX e início do século XX; as reformas da educação; os embates com a Igreja Católica; com destaque para o desenvolvimento de ideais contra-hegemônico. No âmbito dos "seres sociais", busca-se refletir acerca do engajamento das mulheres com as lutas do seu tempo; das ações de defesa de ideais políticos; de sua constituição como professoras, escritoras e tradutoras; de suas práticas como ativistas na imprensa; na criação de escolas e espaços culturais. A intenção é que os tópicos abordados possam adentram os silêncios e promover novas leituras sobre a presença e o pioneirismo das mulheres na história da educação no Brasil. O curso será conduzido na perspectiva dos estudos sobre transmidiação, na convergência entre estratégias e conteúdos transmídias. A condução didático-pedagógica terá por base o uso de conteúdos textuais e audiovisuais; momentos de diálogo assíncrono (fóruns de discussão) e síncronos (chats e webconferências previamente agendadas).

 

CURSO

  1. Artes Visuais na Educação Infantil

Modalidade: 100% EaD.

Público Alvo Interno: estudantes modalidade EaD e ou presencial: 10 vagas.

Público Estimado Externo: professores (as) das redes municipal, estadual e particular: 15 vagas.

Ministrante: Profa. Mônica Mitchell.

Período: 10 de maio a 10 de Junho.

CARGA/HORÁRIA: 40 horas.

Objetivo: Curso voltado a educadores que atuam com artes visuais na Educação Infantil. E tem por objetivo propor estudos e práticas das artes visuais aos educadores que atuam na Educação Infantil para compreensão do conceito de arte e de ensino de artes visuais na Educação Infantil. O curso prevê momentos de estudos teóricos e de exercícios nas diversas modalidades da linguagem das artes visuais (desenho, pintura, gravura, escultura, tridimensionalidade e vídeo) e da educação infantil. Os momentos de estudos teóricos serão realizados por meio de leitura e discussões de diversas referências bibliográficas. Serão propostos exercícios no ambiente virtual com avaliação das atividades.

 

CURSO

  1. Processos de Criação na Gravura: do Estêncil ao Digital

Modalidade: 100% EaD.

Público Alvo Interno: estudantes modalidade EaD e ou presencial: 10 vagas.

Público Externo: professores (as) das redes municipal, estadual e particular: 15 vagas.

Ministrante: Profa. Maria de Fatima França Rosa.

Período: 10 de maio a 10 de Junho.

CARGA/HORÁRIA: 40 horas.

Objetivo: O curso Processos de Criação na Gravura: do Estêncil ao Digital, tem como proposta proporcionar experiências práticas e teóricas na formação continuada de professores que atuam na rede formal de ensino e para estudantes em formação no curso de Licenciatura em Artes Visuais. Possibilitará o conhecimento de processos de produção de gravuras no processo de hibridação que inicia com a criação de gravuras por meio da técnica de Estampas/Estêncil, e o processo com a Gravura digital, que é um processo que envolve o uso de softwares e periféricos para a criação e manipulação. No processo de criação das gravuras digitais, os alunos utilizarão gravuras produzidas no método do estêncil, e por meio de um programa computacional de manipulação de imagens (Paintbrush, Photoshop, CorelDraw ou similares). Experimentarão as possibilidades visuais a partir da manipulação da imagem da gravura, com a descrição de todas as etapas da manipulação da imagem da gravura, que foram realizadas em sua modificação (corte, mudança de cor, foco, uso de ferramentas de desenho, texturas). A experimentação e combinações de formas, cores, texturas permitirão que várias matrizes sejam criadas a partir da imagem original, levando em consideração que cada cenário tem outra representatividade.

 

CURSO

  1. A Maçã na Cultura Visual: Práticas e reflexões para se pensar o desenho em sala de aula

Modalidade: 100% EaD.

Público Alvo Interno: estudantes modalidade EaD e ou presencial: 10.

Público Estimado Externo: professores (as) das redes municipal, estadual e particular: 15.

Ministrante: Profa. Christiane Frauzino.

Período: 10 de maio a 10 de Junho.

CARGA/HORÁRIA: 40 horas.

Objetivo: O presente curso propõe exercitar tanto a prática do desenho quanto a reflexão sobre as imagens produzidas a partir da imagem da maçã enquanto objeto icônico dentro da cultura visual tanto nas artes visuais quanto na comunicação visual. Ao longo da história das artes plásticas encontramos inúmeras pinturas e desenhos que tiveram a maçã como modelo e referência; esta que tem sido símbolo de estórias e lendas em várias culturas. Através de referências visuais e teóricas esta ação de extensão guiará o/a cursista por roteiros e atividades práticas rumo aos processos de construção de desenhos tendo a maçã como objeto de reflexão. Propõe-se aqui, utilizarmos como metodologia os princípios dos Elementos básicos da comunicação visual aplicados por Dondis(1991) e Munari(2006) para o desenvolvimento sobre percepção visual e para exercícios práticos do desenho Roig et al (2009); estes que têm sido referências no campo acadêmico. Para somar a estes princípios agregaremos as reflexões de Fernando Hernández (2007) sobre as formas de pensar novas narrativas nas artes visuais dentro da cultura visual e como levá-las à educação. Visando estabelecer as conexões teóricas e práticas à metodologia aqui apresentada, utilizaremos de imagens visuais como ponto de partida e roteiro para o desenvolvimento das atividades.

Categorias: Noticias e eventos notícias Notícias & Eventos